3 de junho de 2011

Prática

Algumas coisas são apenas sobre anulação do ego: ter a capacidade de dizer o que o outro quer ouvir ao invés de dizer o que se quer dizer. Às vezes não se quer falar. Quer-se ser descoberto. Por isso deixam-se enigmas. Não quer ajudar a desvendá-los. Quer-se ser descoberto, e só. Sem perguntas, sem respostas. Apenas leitura de sentimentos.

Poesia é a única coisa que consegue ser, ao mesmo tempo, leitura de sentimentos e sentimentos escritos. Leia-me para ler meus sentimentos.

2 comentários:

  1. sensacional, em todos sentidos.

    ResponderExcluir
  2. Poema metalinguístico. Pode perfeitamente abrir os demais poemas.

    ResponderExcluir