24 de outubro de 2011

Sempre

Não ria das minhas sentimentalidades.
Não deboche do meu sentimentalismo.

Não escarneie o pouco que me é tão natural.

3 comentários:

  1. É um aviso ou uma ameaça ?
    :)

    ResponderExcluir
  2. É um poema, eu diria a esse seguidor não identificado. E a poesia se presta a incomodar.

    ResponderExcluir